Morosidade na prestação de contas leva chefe de Cartório de União dos Palmares e Santana do Mundaú criticar partidos


Sede do cartório eleitoral de União dos Palmares e Santana do Mundaú



O chefe do Cartório eleitoral de União dos Palmares-Santana do Mundaú(21ª), José Carlos Ramalho, voltou a criticar a sonolência dos presidentes municipais de partidos desses dois municípios.

Ele disse que em Santana do Mundaú, apenas o PDT e o PT prestaram contas, enquanto os demais já foram notificados e não sairam do lugar.

Ramalho disse que as mudanças na legislação eleitoral vai possibilitar a diminuição do número de partidos nas eleições. Em União dos Palmares cerca de 8 a 10 deles deverão disputar a eleição do ano que vem. Quanto a Santana do Mundaú, ele aposta que bem menos partidos concorrerão a prefeitura daquele município.

Formado em jornalismo pela UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro - Ramalho lembrou que a diminuição de partidos na disputa vai aumentar a quantidade de candidatos e que as mulheres terão mais vagas. "Esse ano, a eleição será das meninas", brincou.

- Somente dois partidos em União dos Palmares e Santana do Mundaú dispõem de comando partidário que não seja provisório. As agremiações municipais sempre mantém seus presidentes provisórios, onde o certo seria a titularidade.

Outro detalhe é que eles ficam deixando para depois e em cima das eleições buscam prestar contas e nós já intimamos a todos, mesmo que eles entrem com pedido de reconsideração, deveriam ter uma melhor estrutura partidária, criticou Ramalho.

Por outro lado, uma grande preocupação que observo, disse, é quanto ao quoeciente eleitoral. Ele será o grande divisor de águas nessas eleições. Os líderes partidários terão que localizar puxadores de votos para fechar bem essa situação, caso contrário, muita gente vai morrer na praia, finalizou. 



Comentários