Zumbi, comandante guerreiro; por Gizele Cavalcante


Zumbi, o Tigre dos Palmares




Gizele Cavalcante é poetisa e procuradora-geral do município de Porto Real do Colégio-AL.


Liberdade com alforria

Na abolição do castigo

Para o fim da agonia

Que ainda carrego comigo

Fujo, corro à covardia

Palmares é meu abrigo

No recanto da fecunda barriga

Tua serra verde acolheu

O cansaço da grande fadiga

O sangue que puro verteu

Na fuga da senzala inimiga

Do açoite que à noite doeu

Não ao navio negreiro

Não ao tronco e a chibata

Teimando não ser prisioneiro

Do vil preconceito que mata

Zumbi comandante guerreiro

Palmares tua marca exalta

Levanta da queda e do tombo

Erguendo uma grande nação

De escravo a Rei do quilombo

Palmares, fecundo é teu chão

No terreiro sem medo ou assombro

Abençoado se fez teu torrão

Abrigo cativo da igualdade

Recanto de puros ares

Altar de grande majestade

Dos filhos de vários lugares

Do teu seio da mãe liberdade 

Serás eterno, Quilombo dos Palmares!



Gizele Cavalcante é poetisa e procuradora-geral do município de Porto Real do Colégio-AL.

 



Comentários