Dono do bar assassinado em Ibateguara é sepultado em Paus Brancos


Amigos de Amauri tomaram um caminhão de pequeno porte e acompanharam o cortejo até Paus Brancos




Bar do Amauri onde aconteceu o crime



Local onde o corpo foi velado



Ônibus para acompanhar o enterro










Amigos e parentes do comerciante Amauri Ferreira da Silva, enfrentaram uma densa névoa no meio da tarde de terça-feira,3, em Ibateguara para se despedir do proprietário do bar do Amauri, homem reconhecido por todos como boa pessoa.

Comerciantes fecharam as portas para homenagear a vítima que tomou 3 golpes de faca sendo uma no braço, abdomem e costas levando-o a morte em uma das salas de cirurgia do HGE,  na Capital pouco depois das 4h da manhã.

Muitos que aguardavam pelo caixão de Amauri Ferreira da Silva de 46 anos de idade buscavam explicações para o crime que levou pânico, medo e tristeza aos moradores de um município de pouco mais de 15 mil habitantes poucos acostumados com a violência banal. "Uma selvageria, que nos remete para uma época de homens primatas", disse um membro da família.

Já escurecia quando o corpo de Amauri Ferreira era colocado num carro traçado(4x4) e levado para Paus Brancos, Zona Rural de Ibateguara e região de divisa com o município de União dos Palmares para ser sepultado. 

A prefeitura municipal disponibilizou caminhões e ônibus para que os amigos da vítima prestassem homenagem final ao dono do bar do Amauri, local onde tudo começou. Entre as autoridades, o prefeito da cidade, Geo Cruz.

Testemunhas disseram ao blog que Cícero Felipe tinha bebido parte da manhã até resolver acabar a tarde no bar do Amauri. Já embriagado foi levado para casa por um amigo em sua motocicleta, mas o desejo de consumar algo somente para algozes o fez voltar ao ambiente que virou hostil minutos depois.

Primeiro uma luta corporal seguido de golpes fatais e, por fim, uma vítima em agonia. Preso, Cícero Felipe diz que estava "endemoniado", e se questionava por que teria agido daquela forma.

Ele segue preso na Delegacia Regional de União dos Palmares a disposição da Justiça. Como não escapou do flagrante a lei de crimes dessa monta não lhe permite responder em liberdade por ter cometido um crime tão hediondo.



Comentários