Pioneira, Roberta Close celebra 40 anos de carreira como modelo


Tenho muito orgulho da minha história, celebra - reportagem de João Batista Jr.



Casada com um empresário europeu há 26 anos e desde então residente na Suíça, a carioca Roberta Close, 54, desembarcou no Brasil na semana retrasada para celebrar seus quarenta anos de carreira como modelo.

“Fiz um ensaio fotográfico comemorativo e participarei de alguns programas de TV”, diz. Precursora em discutir o tema da transexualidade, tendo posado para revistas masculinas e estrelado filmes publicitários, ela desembarcou justamente na semana internacional do orgulho LGBT. Quando a morena de curvas estonteantes revelou ser trans, nos anos 80, não era possível mudar o nome em cartório civil.

A batalha para trocar o gênero e o registro de Luiz Roberto para Roberta começou em 1989 e terminou apenas em 2005. Hoje, o processo está muito mais simples — não é imprescindível a cirurgia de redesignação sexual, por exemplo. “Tenho muito orgulho da minha história”, celebra.



Comentários