Depois do Carnalaje, São José da Laje celebra seu padroeiro


São José, padroeiro de São José da Laje




Nave da matriz de São José















Matriz de São José - uma das mais imponentes igrejas de Alagoas



Claudionor Brito - festa de São José deveria ter o mesmo brilho do Carnalaje


Depois do cessar os tambores, mela-mela, do êxtase e do prazer, agora o momento é de fé. Religiosidade e enaltecimento ao padroeiro do município de São José da Laje. No novenário que teve início no último domingo,10, devotos de São José, se voltam agora para as comemorações do catolicismo sob o comando do padre Josemildo, presidente da Paróquia local.

A festa de São José há 20 anos, sempre foi para a Zona da Mata a maior referência cultural e musical, com uma grade de atrações encantadora. Com o advento de um clero mais jovem, surgiu a nova ordem, transformar este evento religioso na Princesa das Fronteiras, numa festa franciscana. 

- Não se trata de querer discutir o velho e o novo, mas a festa de São José, já tivemos grandes nomes da música nacional animando o evento num palco majestoso, enebriante.

 Novos tempos, e a festa nos dias atuais deixou de ter a visibilidade merecida. Deveria ter o mesmo brilho do carnalaje -, lembrou Claudionor Brito, especialista em legislação eleitoral em Alagoas e devoto de São José desde menino.

O blog publica nesta reportagem exclusiva, toda a programação da Centésima, Vigésima Nona(129ª) celebração da festa de São José extraindo um texto escrito no convite que representa o único glamour desse evento religioso para os católicos de São José da Laje.

"Sê doçura na Paz,

No abandono,

O amigo fiel da verdade.

Ó José da Igreja, patrono e patrono da nossa cidade".



Comentários