Uma análise política dos nomes que querem governar União dos Palmares em 2020

















A corrida eleitoral para tirar Kil da cadeira da prefeitura em 2020 já começou. Os candidatos trabalham em duas frentes: arrumar um partido que lhes deem independência poilítica e aumentar o leque de popularidade entre os eleitores.

Alguns nomes precisam superar o preconceito daquele eleitor de União dos Palmares que não acredita em algumas candidaturas e reagem de maneira cética a nomes que querem administrar o município de maior FPM e ICMS da Zona da Mata alagoana.

Dode Praxedes, Manoel Gomes de Barros, professora Silvany Calixto, Zé Alfredo, Carlos Leão, Subtenente Lima, Sebastião de Jesus, Gabriela Yasmine; João Caldas, Kil de Freitas, Zé Clemente e...São alguns desses nomes que se dispõem a ocupar o cargo político mais cobiçado de União dos Palmares. 

O blog faz uma análise política enxuta sobre cada um desses pré-candidatos e com riqueza de detalhes trata o seu perfil agora. Confira!.

Manoel Gomes de Barros - Parece que a série de funções que ele já exerceu quando político mais jovem, não conta nos dias de hoje para a sua vontade de encerrar sua carreira administrando União dos Palmares. Mas é inegável quando se trata de quê União dos Palmares precisa de um gestor experiente.

Manoel Gomes de Barros mudou muito nos últimos anos para se adequar a política moderna, a exemplo de sua postura de querer resolver sempre as coisas sendo a última palavra.

Defende uma candidatura prudente ao não assumir na sua totalidade a sua vontade de querer ser prefeito de União dos Palmares e, esse tipo de comportamento já lhe rendeu dissabores com a perda das eleições municipais dada como certa, para o ex-prefeito Iran Menezes. Lembram quando ele ao lado de Zé Pedrosa então vice deixou escapar a eleição para o Maguinho de Ouro? Pois bem!

De lá para cá, não ganhou mais uma, ficou arredio, recuou do mundo político local e poderia agora ser compensado com a eleição de deputado estadual, mas continua com o mesmo disco arranhado alegando questões de ordem pessoal.

Favorito a sucessão de Kil de Freitas em 2020, seu principal rival nas eleições, Mano reúne capacidade de conversar com todos os seus supostos adversários. Mas ainda é do tipo "que é melhor a montanha ir à Maomé, do que Maomé à montanha.

Silvany Calixto - Grata surpresa para a categoria dos professores onde vai entrar como faca na melancia. Dona de um discurso poderoso, ela é convincente e promove a paz na política. Vibra por conquistas para União dos Palmares que estão emperradas faz tempo.

Silvany Calixto é filha do pecuarista Oscar Pedro com dona Fernandete, irmã de Wellington de seu Oscar, um observador político sem papas na língua que faz uma leitura administrativa local como poucos.

Vai contribuir e se agigantar para defender a candidatura de Silvany Calixto, cujo esposo, Dario Calixto, terá o papel de ser  'abre alas' para a professora em bairros de União dos Palmares.

Entusiasta da campanha da esposa, Dário vem sendo articulador de sua campanha e age com extrema capacidade. Tem desenvoltura no eleitorado da periferia. Wellington e Dario Calixto, podem arregimentar um Exército para ir as ruas com a candidata Silvany.

Subtenente Lima - Tomou gosto pela política quando viu Jair Bolsonaro ganhar a presidência da República do Brasil. Militar reformado, se juntou por esses dias a outros simpatizantes de Jair Bolsonaro e a fragilidade administrativa do prefeito Kil alimenta o sub a esperança de que os palmarinos deberão optar pelo novo assim como fez o país. Hora de firmeza.

Zé Alfredo - Voltou a adotar a política de que a sua candidatura a prefeito em 2020 é do tipo que não abre nem para um trem carregado de dinamites com um doido fumando.

Parece disco arranhado, mas vem magoado até a quinta geração com o ex-colega Kil de Freitas onde em 2016 formaram a maior dobradinha política dos últimos 20 anos em União dos Palmares.

Foram um trator D4 e conseguiram com o povo esmagar quem esteve pela frente naquele ano. Foram quase sete mil votos de diferença do segundo mais votado que foi Eduardo Pedrosa.

Hoje se transformou numa andorinha, vai ser dificil fazer verão, por que Zé Alfredo não prima pelo coletivo e, pouco se preocupa em recuperar aquele grupo político que lhe rendeu visibilidade em 2016, cuja popularidade chegou aos ouvidos do governador Renan Filho que quebrou a resistência de ZA ded bancar uma candidatura sózinho naquele ano.

Dois motivos que Zé Alfredo precisa trabalhar agora: acreditar em quem se encontra no seu entorno e ajudar o próximo. Vive no mundo da desconfiança o tempo todo.

 Não se afobe: quando ele mordeu a isca colocada pelo prefeito Kil de Freitas e deliberadamente desempregou sua tropa ele nem de longe alimentou a preocupação de que cada um dos seus companheiros ficariam desempregados e o pior: de geladeira vazia.

Se depender da Justiça de Alagoas alimentada por Zé Alfredo e pelo vereador, Ricardo Praxedes com uma enxurrada de denúncias, ZA pode repetir o terno que tomou posse ao lado de Kil no cargo só que desta vez sem ele.

Sebastião de Jesus - Quando vereador exerceu a presidência daquele Poder e recuou muito do cenário político, dedicando-se 100% as suas empresas que ele soube como ninguém, multiplicar os pães.

Quer ser prefeito de União dos Palmares , por que cansou de ver prosperar em União dos Palmares um modelo político retrógado, ultrapassado e devastador com o erário.

 Sebastião de Jesus resolveu enfrentar as urnas. Até contratou um grupo de marketeiros experientes em assuntos políticos para alavancar sua candidatura. 

João Caldas - Político experiente, JC pode muito fazer o município de União dos Palmares se distanciar de outros da região e se transformar entre os 3 maiores de Alagoas. Ele tem serviços prestados no município e carrega essa terra no croação e onde quer que vá. João Caldas, um nome de propostas e além do seu próprio tempo e para muita gente sabe onde vai dá o caminho das pedras. Uma aposta nova e promissora.

Dode Praxedes - Católico fervoroso, aprendeu nos Cursilhos a necessidade e a importância entre as pessoas da partilha, do fazer bem ao próximo sem a necessidade de pedir o título de eleitor.

Da família Praxedes herdou o exemplo de honestidade de seu pai, o seu Zezinho que já não vive entre nós aqui na terra e do gosto pela educação na família, determinação de sua mãe, dona Nilda, uma professora da rede municipal de ensino que se doou a todos os seus filhos tendo como meta libertar pelo educar. Fez com primazia e, como ninguém.

Dode Praxedes é candidato a prefeitura de União dos Palmares por entender que a juventude palmarina precisa se libertar e já fala a verdade quando busca na sua terra oportunidades que foram negada aos seus pais.

Transformador, quer fazer da partilha a porta de entrada para uma nova realidade que União dos Palmares precisa descobrir. Um nome acima de qualquer suspeita do que já se viu por ai.

Zé Carlos Leão - Um homem acima do seu tempo. Defende uma candidatura voltada mais para o emprego e a agricultura familiar. Dificil saber se gosta de unir forças para conquistar a prefeitura de União dos Palmares, coisa que ele ainda não entendeu.

Duas vezes candidato a vereador, três para prefeito, foi candidato a deputado estadual e mesmo sozinho na trincheira se diz distante do que os outros propõem para União dos Palmares. Defende candidatura própria, do tipo gasto zero.

Gabriela Yasmine - Talvez você não entenda, mas a política para essa Odontóloga invadiu suas veias. Ex-secretária municipal de Assistência Social do prefeito Kil de Freitas, pretende montar uma ONG de amparo a mulher com objetivos de defender a saúde delas na periferia onde é uma pessoa bastante querida.

Pode ser o plano B do prefeito Kil de Freitas nas eleições de 2020, mesmo que muitos não apostem nessas cartas. Gabriela Yasmine é empoderada, e faz dessa sua firmeza um caminho para União um dia ter uma mulher na prefeitura. Será que vai fazer à diferença?.

 

Zé Clemente - Dono de um universo político que muitos em União dos Palmares desconhecem. Trata a sua candidatura na maior surdina por entender que até o meio do ano vai declarar sua vontade. Ficou pelo meio do caminho quando foi vice-candidato ao lado de Manoel Gomes de Barros numa campanha memorável para a prefeitura de União dos Palmares.

Zé Clemente, um nome que pode compor com qualquer outro, pois a realidade política e economica de União dos Palmares ele carrega na palma da mão. Impulsionado por sua esposa, a advogada Jackline, esse empresário será o que muitos pensam nessa caminhada: a grande surpresa de poder caminhar dessa vez com suas próprias pernas. Tomara!

Kil de Freitas - Há quem diga que se a Justiça não lhe tirar do cargo se agigantará para a reeleição. Profundo conhecedor dos pontos críticos de União dos Palmares tais como coleta de lixo doméstico, saúde pública fragilizada, feira livre e trânsito problemáticos. Não reage contgra isso por que não quer.

Kil de Freitas insiste em manter assessores no cargo do tipo que lhe dá prejuízos administrativos. Dizem que é pelo simples fato de ter sido fiel à sua trajetória política quando queria lá atrás chegar a prefeitura. Não acredito muito nisso não. Conversa para boi dormir. 

Candidatíssimo, diz no privado que alimenta o sonho de encarar nas urnas o ex-governador Manoel Gomes de Barros por ser entre esses candidatos postos aqui pelo blog ser o mais fácil de ganhar - debocha.

Essa postura inerte com os problemas que afligem União dos Palmares terá um preço para Kil de Freitas lá na frente.  Agora mesmo existindo na cabeça do povo uma pilha de interrogações sobre a vida longa de Kil de Freitas na cadeira número 1 do centro administrativo Antônio Gomes de Barros, a julgar pelo que vem acontecendo, Kil de Freitas poderá ir a reeleição como franco favorito. Tudo que o povo quer para um suposto acerto de contas nas urnas em 2020. Tenho dito.

No fundo, o debate e as análises não podem mais esconder uma debilidade maior do que a descoberta depois de eleito da incapacidade do que querem governar União dos Palmares. 

Pode ser tarde para a maioria que sonha ver uma cidade em outras mãos, quer seja experiente ou novas mãos, mas que seja.



Comentários