Ação da PM em União dos Palmares tem dois presos, 18 quilos de maconha e 39 pedras de crack; tem vídeo


Drogas ilícitas apreendidas pela Polícia Militar de União dos Palmares




Acusados



Contabilidade do tráfico



Os celulares apreendidos pela PM



Acusada de mãos na cabeça ouve os PMs







Drogas apreendidas pela PM de União dos Palmares



Acusados Robson e Davidson Gerônimo




 

Dois suspeitos foram presos numa operação que o 2º BPM realizou no bairro Alto do Cruzeiro no início da manhã desta quarta-feira,6. Houve apreensão de drogas e quatro pessoas foram presas, sendo duas delas apreendidas. Foi a maior apreensão de drogas dos últimos dois anos em União dos Palmares, feita pela Polícia Militar.

Segundo a Polícia Militar, a ação começou com as equipes se posicionando nos locais onde há venda de drogas. Quando da abordagem polícial, não houve reação dos acusados e todos os envolvidos na operação foram detidos, pois eles se encontravam num imóvel onde estava a droga apreendida.

Na localidade onde os acusados foram presos fica numa rua próximo a praça do alto do Cruzeiro, que leva o nome do bairro é um velho ponto de drogas de conhecimento da PM e que nos últimos anos que virou boca de fumo. A ordem para os moradores do entorno é ficar de bola fechada e quem ousar falar receberá um duro castigo.

E assim aconteceu comum evangélico que foi assassinado a tiros de pistola por que resolveu colaborar com a polícia apontando o local e onde os criminosos vendiam drogas livremente. O evangélico passou de supeito a X9 ntermo usado pelos criminosos a quem colabora com a PM e teve sua sentença prolatada pelo líder do tráfico naquela região, sob o comando, segundo a polícia militar do traficante Marinho, que foi a júri popular em 2018 e foi condenado a mais de 10 anos de reclusão.

Na apreensão desta manhã,6, foram presos Robson dos Santos Guimarães, de 19 anos e Davidson Gerônimo da Silva. Com eles, 18 quilos de maconha, uma balança de precisão, 39 pedras de crack, 4 celulares e 59 frascos vazios para evasar entorpecente, supostamente loló.

- Fizemos algumas diligências e nessa prisão feita pela PM dois procedimentos serão feitos. Um deles sobre o tráfico de drogas. Os dois últimos crimes ocorridos no bairro Nilton Pereria estão relacionados a essa prisão. Dois grupos rivais disputam a venda de drogas no município, disse o Delegado Regional, Válter Nascimento. 



Comentários