Na Branquinha, Tonho da Lenha é preso sob a acusação de estuprar menino de 8 anos


Acusado



Um homem identificado como "Tonho da Lenha" foi preso sob a acusação de estuprar e aliciar um menino de 8 anos no município de Branquinha. O garoto frequentava a casa do acusado que vendia macaxeira na feira do Cacimbão "onde sua banca era 'arrudeada' de crianças, disse uma testemunha ao blog. 

Tonho da Lenha foi preso ainda na feira quando estava vendendo a raiz. Na abordagem feita pela polícia militar com apoio da Guarda Municipal, o acusado ficou nervoso e teve um pico de pressão de alta. Ele foi colocado no xadrez da viatura e levado para a Delegacia Regional de União dos Palmares onde segue preso.

Tonho da Lenha reside no Morro Dois(bairro Raimundo Freitas com João Lyra)  e ao ser preso deixou toda sua mandioca para traz, mesmo ele tendo feito o pedido para recolher a raiza mas não teve sua solicitação deferida pelos militares.

O acusado agia da seguinte forma: ele atraia meninos e meninas para sua banca e logo ganhava a confiança dos pais dos meninos que eram presenteados com R$ 1 ou até mesmo 2 reais, nunca passava disso e em troca mãos ágeis nas partes íntimas de suas vítimas.

"Ontem a tarde ele chegou em casa com manchas de sangue no calção e a mãe desconfiou do filho Kauâ(vamos chamá-lo assim) que rapidamente contou aos pais que o vizinho tirou o calção dele e fez sexo", disse uma conselheira tutelar a uma fonte do blog.

Levado até o hospital São Vicente de Paulo, o garoto foi medicado pelo plantonista Dr Elielton que confirmou ruptura no ânus do menino e o encamnhou para o IML em Maceió para exames mais apurados.

O resultado dos exames serão fundamentais para a condenação ou não de Tonho da Lenha, homem que agiu sózinho contra garotos em situação de vulnerabilidade. Nenhum conselheiro tutela da Branquinha quis comentar sobre o caso com o blog.

 

 

 



Comentários