Silêncio de familiares, presença de colegas durante sepultamento de Alcidésio


Torcedor do CSA clube de futebol onde Alcidésio iniciou no futebol




Misso num dos pontos do caixão do amigo Alcidésio







Cunhado de Alcidésio durante sepultamento










Familiares, amigos e conhecidos se reuniram no final da tarde desta sexta-feira,4, para o sepultamento do ex-jogador Alcidésio Oliveira de Araújo, de 65 anos de idade, que faleceu nesta madrugada quando estava sendo levado para o HGE onde cuidaria de uma anemia.

A despedida aconteceu na sua residência localizada no bairro Roberto Correia de Araújo, na rua Manoel Félix dos Santos. O corpo do jogador chegou ao local do velório por volta das 17h onde dezenas de pessoas já o esperavam.

Alcidésio foi sepultado logo em seguida num decisão da família que se encontrava visivelmente triste. O filho do jogador chegou a passar mal durante o sepultamento, mas foi atendido no local e está bem. Ele chorava bastante no trajeto do cortejo para o cemitério Campo Santo dos Palmares.

Também marcaram presença no velório alguns ex-companheiros de Alcidésio, caso do atacante Misso, que atuou ao lado dele no campeonato Sergipano onde foram campeões por duas temporadas. 

- Ele era um cara muito tranquilo, que transmitia muita alegria por onde passava. A gente sempre foi amigo. Jogamos juntos na infância, começamos num clube da cidade.  É complicado, o momento é muito triste. Uma perda irreparável. Todos aqui sentem muito, disse Edmilson da Silva(Misso) corretor de imóveis. 

É pedir para Deus confortar nossos corações, especialmente dos familiares. A gente pede a Deus para continuar firme e forte. É complicado retomar a rotina e a vida agora - disse Misso campeão pelo Itabaiana ao lado de Alcidésio bastante emocionado.



Comentários

  • Felipe Vidal escreveu em 15/01/2019 03:32:26:

    Teste 3

  • Vizinha escreveu em 11/01/2019 11:57:49:

    Está fazendo muita falta entre nós. Mais que o Senhor tenha o descanso eterno.