Parada cardíaca deixa o futebol alagoano mais triste com a morte de Alcidésio, ex-CSA


Alcidésio: uma vida inteira dedicada ao futebol




Uma lenda do nosso futebol


O futebol alagoano mais triste nesta sexta-feira,4 de janeiro de 2019. Faleceu a caminho do HGE, o ex-jogador Alcidésio Oliveira de Araújo, de 65 anos de idade. Ele vinha anêmico e era diabético onde já tinha amputado o pé esquerdo. Alcidésio nesta madrugada se deslocava para o Hospital Geral do Estado para a realização de um exame médico, quando na altura do município de Messias teve uma parada cardíaca e acabou falecendo.

Alcidésio iniciou sua vida no futebol jogando nas categorias de base do CSA, time que até hoje torcia de maneira fervorosa. Depois atuou no Canavieiro da Capela, ASA de Arapiraca e Itabaiana-SE onde foi campeão por duas vezes.

Em União dos Palmares Alcidésio jogou pelo Zumbi Esporte Clube em 1977 na gestão do radialista Antônio Avelar(já falecido) e do treinador Tony(in memorian) onde foi diversas vezes campeão regional e uma campeão do interior alagoano. No rádio era comentarista no programa Fogo Cruzado do radialista e jornalista Ivan Nunes na antiga rádio Quilombo na Br-104, depois Farol.

Funcionário da prefeitura municipal de União dos Palmares, Alcidésio ao lado de sua esposa e filhos nas festas juninas vendia fogos de artificio. Espirituoso, se preparava com o jornalista Ivan Nunes para em livro contar causos do futebol por onde jogou, a exemplo da dificuldade dos radialistas de Aracaju-SE em cobrir jornalisticamente o Itabaiana contra o Fluminense do Rio de Janeiro em pleno Maracanã, quando o cabo(fio de transmissão) não era suficiente para chegar até o gramado e o profissional da época aos gritos chamava pelo nome alguns jogadores de fama do time carioca.

Numa dessas idas ao Rio de Janeiro um dos nomes gritados para falar a emissora sergipana foi o de Zico, o Galinho de Quintino gentilmente veio até fora do gramado para mandar mensagens sobre a peleja entre Cariocas e Sergipanos.

O sepultamento de Alcidésio ainda não tem hora confirmada, haja vista que o corpo foi levado para o IML. Quanto ao local ainda está indefinido haja vista que ele tinha laços estreitíssimos e parentescos até, em São José da Laje. O blog volta a falar sobre o falecimento de Alcidésio Oliveira de Araújo, um homem além do seu tempo no futebol alagoano.



Comentários