Homem que teve casa incendiada no Nilton Pereira abandona imóvel


O fogo destruiu todos os móveis








Gato, animal doméstico ficou para trás



Imóvel foi interditado pelo Corpo de Bombeiros Militar






 

A vizinhança não quis falar sobre o paradeiro do morador que ocupava o imóvel do bairro Nova Esperança alvo de um incêndio criminoso uma semana antes do ano novo em União dos Palmares. De acordo com a polícia militar o incêndio está relacionado a dívida com drogas, já que o departamento de inteligência da PM levantou dados apontando que a casa era alugada e alvo de intenso vai e vem dos seus inquilinos que simplesmente desapareceram.

A equipe de reportagem voltou a casa destruída pelo fogo e fez registros fotógraficos do seu interior.

No local uma triste constatação: móveis e untensícilios domésticos do morador todos queimados. Num vídeo que o blog teve acesso é possível notar a ação rápida de um agente do Corpo de Bombeiros para entrar no imóvel com o intuito de debelar o fogo, mas ele consegue o feito minutos depois. A porta estava no cadeado.

Mesmo sendo fato, os proprietários do imóvel queimado literalmente não prestaram queixa na Delegacia Regional de União dos Palmares, nem mesmo houve a abertura de um inquérito para se saber a motivação do incêndio. Quanto ao Corpo de Bombeiros Militar esse tipo de laudo é feito por outra equipe que vem de Maceió o que não aconteceu.

Na secretaria municipal de Assistência Social, nenhuma informação sobre pedido de aluguel social; aquele em que a prefeitura loca uma casa para a família vítima do incêndio ou qualquer outra catástarofe.

O incêndio mesmo sendo criminoso ou por acerto de dívidas com o tráfico já que dois homens chegaram numa moto e despejaram gasolina na sala de estar por não encontrar o morador continua impune.

- Bora, bora, o cara não está ai, não!, disse um dos homens a uma morador do entorno que passava na hora da ação criminosa em direção a uma cacimba existente nas proximidades das três caixas de água do Saae.

- Ele não paga de um jeito, vai de outro! disse um segundo homem antes de fugir do local.

 



Comentários