Presidente Otávio Praxedes recebe ex-jogadores do CSA


Encontro com os ex-jogadores do CSA ocorreu na manhã desta quarta-feira (5). Foto: Isaac Neves







Desembargador Otávio e o ex-atleta Tadeu da Costa Lima



Ex-jogador do Centro Sportivo Alagoano (CSA) e campeão alagoano pelo time, em 1971, o presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL), desembargador Otávio Leão Praxedes, recebeu ex-atletas do clube, nesta quarta-feira (5). O desembargador João Luiz Lessa e o juiz Orlando Rocha Filho também participaram do encontro.

“Havia uma saudade muito grande. Enquanto jovem, de 18 a 21 anos de idade, eu joguei no futebol de Alagoas. Foi um ano no juvenil do CSA e dois anos no profissional. Participei do primeiro campeonato brasileiro em que o CSA participou, do Campeonato Nordestão. O tempo passa e a saudade marcou muito”, explicou o presidente.

Otávio Praxedes falou sobre sua felicidade em poder rever os amigos que fizeram parte de um período especial em sua vida. “Em certo momento da vida eu esqueci um pouco do futebol para me dedicar aos estudos. Muitas pessoas sempre me perguntam se eu realmente já joguei no CSA e por isso coloquei um monte de fotos em meu gabinete”, orgulhou-se o presidente.

“Eu fico muito feliz em ter proporcionado esse encontro, que nos traz momentos de felicidade, porque nós estamos a reencontrar amigos que tiveram participação grandiosa em nossas vidas, e também de tristeza porque o tempo, às vezes, traz o afastamento, não há um contato com continuidade, e hoje depois de 40, 50 anos, eu reencontro grandes amigos do passado”.

Ex-colega de clube e responsável por trazer o desembargador Otávio Praxedes e seu irmão José Praxedes para jogar profissionalmente no futebol alagoano, José Raimundo relembrou os tempos em que participavam das competições e destacou sua felicidade em reencontrar os colegas.

“Eu sou a favor desses encontros, fico muito satisfeito quando encontro desse tipo acontece porque vêm as lembranças de grandes jornadas, de concentrações, de jogos, então isso é muito bom. A ideia é continuar fazendo isso de vez em quando. Eu fui o responsável por trazer ele e o irmão aqui para o futebol alagoano. Eles estudaram, cresceram no futebol e hoje estão aí numa posição dessas”, disse.

José Soareste, oficial de justiça do Judiciário alagoano e ex-jogador, também participou do encontro que classificou como um momento ímpar para todos. Como jogadores, Soareste destacou que viveram grandes felicidades e também momentos de desafios.

“O desembargador Otávio, um grande esportista, teve a felicidade de nos reunir aqui e tivemos esse momento que eu posso considerar como especial para todos que jogaram futebol. E o mais importante foi a forma como ele nos recebeu, querendo sempre falar da nossa vida. Estamos recebendo essa homenagem com grande honra, que simboliza também que você pode ser tudo na vida e o desembargador Otávio, na sua juventude sendo um grande jogador de futebol, e evidentemente dando orgulho a todos nós estando nesse cargo de presidente do TJAL”, comentou o colega.

Recentemente, o CSA entrou para a história do Campeonato Brasileiro depois de se tornar o primeiro time do país a conquistar três acessos seguidos. Depois de 33 anos, o clube conseguiu voltar à Série A do Brasileirão. Em apenas três anos, o CSA subiu da Série D, foi campeão da Série C e vice-campeão da Série B, garantindo uma vaga para participar do campeonato na elite do futebol nacional.



Robertta Farias - Dicom TJAL

imprensa@tjal.jus.br - (82) 4009-3240 / 3141

 

Comentários 0

O comentário não representa a opinião do blog. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Poste o seu comentário