Já em casa, decano do jornalismo palmarino fez cirurgia no coração


Com a filha, Psicóloga Sol Aragão, jornalista faz sinal de vitória em mais um desafio na sua vida



Enfermeiro inicia bateria de exames no jornalista



Aragão chega caminhando a Santa Casa para cirurgia







Jornalista Antônio Aragão e o desembargador-presidente, Otávio Leão Praxedes



O pós operatório do jornalista Antônio Aragão vai muito bem. O decano do rádio e do jornalismo de União dos Palmares evolui bem e seu quadro de saúde é satisfatório.

Dono do site Tribuna União, Aragão migrou para Maceió há três anos depois de ascender a um cargo na Justiça de Alagoas, onde atua ao lado do presidente do Funjuris, Maurício César Breda.

De acordo com uma de suas filhas, a Psicóloga Sol Aragão, ele chegou caminhando à Santa Casa de Misericórdia na ala destinada à cirurgias cardiovasculares e, horas depois foi submetido a uma bateria de exames.

O blog esteve com o jornalista Antônio Aragão em um evento social que aconteceu na sala da presidência do Tribunal de Justiça de Alagoas, onde cerca de 50 palmarinos foram recebidos pelo desembargador-presidente daquela Corte, Otávio Leão Praxedes onde Aragão foi destacado por sua atuação no jornalismo e como servidor da Justiça em União dos Palmares, através do Cartório da família Sanelva Aragão.

No jornalismo palmarino, Aragão sempre esteve à sua frente se tornando no primeiro chefe de Sucursal do extinto Jornal de Alagoas, na sua versão impressa.

Dono de um notável conhecimento jornalístico, Aragão descobriu um menor que era tratado como animal numa residência na região do Sueca, Zona Rural de União dos Palmares.

- Quando cheguei no local de dificil acesso fiquei extremamente chocado em ver um ser humano, uma criança amarrada pelo braço a uma corrente de cão, nú e sendo alimentado com restos de comida. Uma situação animalesca, disse o jornalista que meses depois foi homenageado pelos Diários Associados do Grupo de Comunicação Assis Chateaubriand, em Recife-PE graças a essa matéria investigativa.

Casado pela 5ª vez, Aragão foi no rádio um comunicador inovador e detentor dos maiores índices de audiência nas emissoras por onde passou, exclusivamente numa estatal, a rádio Difusora de Alagoas, onde ele apresentava um musical inédito.

Em União dos Palmares foi co-fundador das emissoras de rádio, AG FM; Quilombo-AM e Farol em FM.

Reportagem de Ivan Nunes, afilhado de Antônio Aragão no jornalismo há 40 anos.

Comentários 0

O comentário não representa a opinião do blog. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Poste o seu comentário