Justiça alagoana presta últimas homenagens ao juiz Odilon Marques Luz


Familiares, magistrados, servidores e amigos se despediram do juiz Odilon Marques. Foto: Itawi Albuquerque



Esta quarta-feira (24) foi de grande pesar para o Judiciário alagoano que se despediu precocemente do juiz Odilon Raimundo Maciel Marques Luz, falecido na manhã de hoje, aos 54 anos. Familiares, magistrados, servidores e amigos prestaram as últimas homenagens ao magistrado no Campo Santo Parque das Flores, no Tabuleiro, em Maceió.

O presidente Otávio Praxedes destacou o comprometimento com o trabalho do magistrado, que atuou por 23 anos na Justiça alagoana, além do perfil amigo e sua paixão pelos esportes, como ciclismo e cavalgada.

“É um dia muito triste para os integrantes do Poder Judiciário de Alagoas, particularmente eu tinha o como Odilon um grande amigo, era um magistrado muito respeitado, solícito, uma pessoa alegre e construiu sua família e deixa esse legado. Ele trabalhou com muita dignidade, a prova maior é a quantidade de pessoas que estão participando do funeral”, disse o presidente.



Presidente Otávio Praxedes lamentou a perda do amigo e colega da magistratura. Foto: Itawi Albuquerque

O juiz Ney Alcântara, presidente da Associação Alagoana de Magistrados (Almagis), também lamentou a morte do magistrado Odilon, que entrou no mesmo ano que ele na magistratura alagoana, em 1995.

“Ele foi um colega que só fez representar bem a magistratura alagoana e fez amizades dentro da magistratura. Não temos nem como mensurar a perda da magistratura, assim como para a sociedade alagoana, porque o Odilon era um homem da sociedade, era uma pessoa admirada e respeitada por todos”, destacou.

Também colega de turma do magistrado, a juíza Fátima Pirauá destacou o perfil alegre e o compromisso de Odilon com o Poder Judiciário. Ela também falou sobre a perda recente do juiz Roldão Oliveira, falecido no último dia 12, e da importância de cuidar também da saúde ao longo da vida.

“Odilon sempre um colega muito querido, alegre, sorriso fácil, uma boa convivência com todos e um bom profissional, muito atuante e comprometido. A gente está muito sentido tanto pelo nosso colega Odilon que hoje está nos braços do Pai, como pelo colega Roldão que foi há tão poucos dias. A magistratura está adoecendo, é muito estresse, a gente se sente muito pressionado para resolver esses conflitos todos, eu acho que é preciso que se tenha um olhar mais atento para a saúde dos magistrados”, disse a juíza.



Juiz Odilon Marques Luz durante homenagem da Defesa Civil Estadual, em 2016. Foto: Caio Loureiro

Trajetória

Juiz Odilon Raimundo Maciel Marques Luz nasceu em Maceió, no dia 10 de maio de 1964. É bacharel em Direito pela Universidade Federal de Alagoas, em 1995. Odilon é formado, ainda, em Administração pelo Centro universitário de Ciências Sociais e Aplicadas. Foi vereador de Murici por dois mandatos, de 1989 a 1996. 

Ingressou na magistratura em setembro de 1995, como juiz substituto. No mesmo ano, foi nomeado como juiz auxiliar da Comarca de Viçosa. De lá para cá, atuou nas Comarcas de Capela, Chã Preta, Olho D'Água das Flores, Igaci e São Luiz do Quitunde. Atualmente, estava afastado da 14ª Vara Criminal da Capital – Trânsito, para tratamento de saúde.

 

 

Robertta Farias – Dicom TJAL

imprensa@tjal.jus.br – (82) 4009-3240 /3141

 

 

Comentários 0

O comentário não representa a opinião do blog. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Poste o seu comentário