Iphan impõe regras para conclusão do acesso a Serra da Barriga; mas acaba cedendo


Neste registro fotográfico é possível notar membros do Iphan, Construtora e DER



Cerca de 300 metros de calçada já foram concluídos



Esse foi o trecho da discussão; mas que finalmente o Iphan autorizou



Outra ala da calçada



Caminhão faz a concretagem da calçada







Trecho da calçada ainda inconcluso



Engenheiros e técnicos do Iphan durante decisão; a frente o engenheiro Bruno Menezes, representando o pai, engenheiro Iran Menezes







O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) Instituição federal vinculada ao Ministério da Cultura, responsável por preservar, divulgar e fiscalizar os bens culturais brasileiros, além de garantir a utilização desses bens pela atual e futuras gerações acaba de dá um enorme passo para a conclusão da obra de acesso ao Parque Memorial Quilombo dos Palmares, em União dos Palmares, autorizando a construtora Amorim Barreto, a evoluir na aplicação das pedras em paralelepípedo no trecho que antecede o Platô da Serra da Barriga.

O encontro contou com a presença do representante do DER, engenheiro Bruno Menezes, que se fez presente em nome do seu pai, ex-prefeito de União dos palmares, Iran Menezes, que atualmente é o responsável pelo setor de obras do Governo de Alagoas. Ele convalesce de uma cirurgia de próstata além dos engenheiros da construtora e membros do Iphan(Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

Os engenheiros do Iphan vieram com o objetivo de mascarar a finalização da obra, alegando que tinham recebido orientações dos arqueólogos para não permite que aquele pequeno fosse alvo de outras escavações, principalmente para se colocar pedras de paralelos.

Graças a argumentação dos engenheiros da construtora e do DER, os representantes do Iphan acabaram cedendo por enxergar que não haveria prejuízos nos quase 200 metros de calçamento e que a obra ficaria incompleta, o que motivaria pesadas críticas ao governo de Alagoas.

Por outro lado, cerca de 600 metros de calçada foram feitas dando um novo aspecto a obra. "Adorei essa calçada, por que ela servirá como alternativa para caminhadas em direção à Serra e, isso, para quem costuma praticar esportes foi uma mão na roda', disse Marluce de Oliveira, que mantém o hábito de caminhar todas as tardes em direção a região quilombola do Muquém.

- Tudo concorre para que essa obra acabe no dia 20. É um desejo do governador Renan Filho e existe um entendimento para isso, comentou Bruno Menezes, engenheiro do DER e que acompanhou a dificil negociação entre os representantes do Iphan e a construtora Amorim Barreto.

Na atual fase, a pavimentação asfáltica está praticamente concluída, faltando apenas a sinalização. O grande focoa agora é a conclusão da calçada, a partir da fazenda Jurema, de propriedade do ex-governador Manoel Gomes de Barros.

Cerca de 20 homens trabalham pela conclusão da calçada e outra parte, com um contigente maior, se encontram no último trecho já no platô da Serra da Barriga em ritmo acelerado na aplicação do calçamento em paralelepípedo.

Para os mais ceticistas, a obra está sendo anunciada para ser inaugurada no dia 20 de novembro, dia Nacional da Consciência Negra no Brasil, com a presença do governador Renan Filho. A rodovia de acesso à Serra da Barriga, vai se chamar professor Dilson Moreira, referência no turismo cultural do município numa justa homenagem do governo de Alagoas.

Comentários 4

O comentário não representa a opinião do blog. A responsabilidade é do autor da mensagem.
  1. DANÇA JACARÉ DANÇA escreveu em 28/10/2018 08:41:50:

    ANTES DESSE NOME QUE NAO TEM NADA HAVER COM A SERRA DA BARRIGA, EXISTE MUITOS OUTROS DO PERIODO COLONIAL QUE PODERIA SER COLOCADO COMO REFERENCIA AO LOCAL, JA QUE SE TRATA DOS QUILOMBOS, JUSTO SERÁ COLOCAR O NOME DO GUERREIRO ZUMBI(FRANCISCO), A UNEAL PODERIA COLOCAR UM MARCO COM O NOME DO RAPAZ, OU O MUNICIPIO COLOCAR O NOME DELE EM UMA ESCOLA MUNICIPAL. ENTENDO O DESEJO MAS SENSATO PRECISO SER.

  2. 2020 é já escreveu em 23/10/2018 14:53:44:

    O Iphan deveria exigir também a reforma da estação ferroviária. A prefeitura assumiu os prédios Centenário , mas até agora os prédios estão abandonados, em ruínas .prefeito miserável esse kil!

  3. : escreveu em 23/10/2018 14:47:20:

    Essa rodovia será a redenção do Turismo de União dos Palmares, (A Serra da Barriga ), e o nome da rodovia é uma justa homenagem ao professor Dilson Moreira ,parabéns governador Renan Filho, os palmarinos ficará eternamente grato por essa rodovia Dílson Moreira!

  4. Júnior escreveu em 23/10/2018 12:01:10:

    É,parece que antes de morrer,verei, finalmente a obra de asfalto para acesso à Serra da Barriga concluída,uma vez que já vi até presidente garantindo esse acesso, há um bom tempo atrás. Parabéns,aos que estão fazendo acontecer esse tão importante projeto,sair do papel,a população de União só tem ganhar com isso,vamos poder explorar o turismo com um acesso mais fácil para o platô,o município só tende a crescer,vai depender muito também do gestor,investir no turismo histórico da Serra da Barriga.

Poste o seu comentário