PT ganha as ruas de União, mas muito distante do povo; blog tem vídeo


PT em recente atividade política em União dos Palmares(foto de arquivo)



 

O PT de União dos Palmares quebrou o silêncio e ganhou as ruas de União dos Palmares em busca de um votinho. Ciscaram de microfone na mão na praça padre Cícero, depois subiram por ali e ficaram no cruzamento da rua Zé Correia do Cimento com a praça Frei Damião.

Tê, tê, tê, tê e nada de atrair um pé de pessoa ao seu derredor. Das lideranças presentes, a jornalista Genisete Lucena, Mário Bispo, Manoel Feliciano, ex-vereador no volante do carro de som e... Condenaram o presidenciável Jair Bolsonaro. De torturador a incitador da violência, "e que o pais precisa voltar a viver feliz assim, como foram os 13 anos do PT no comando do país", disse enfáticamente a jornalisdta Genisete Lucena, ex-vereadora por União dos Palmares e que reside em Maceió há 6 anos.

O presidente do partido, Francelino Amaro, não foi comunicado da campanha súbita, tipo praça a praça. Anda brigado com a turma de Paulão comandada pela jornalista, Manoel Feliciano e o professor Sérgio Rogério, mas continua sendo PT até o último sumago.

Mário Bispo falou na praça padre Cícero. Com voz de fanático, lembrou dos áureos tempos do PT e execrou Bolsonaro como "candidato destruidor de uma banda da terra. Ele disse que "o trabalhador nunca será aposentado". 

Depois, de maneira tímida e de uma fala demodê, Durval Fernandes, dono da Nativa, empresa quebrada e fora do mercado comercial com especialidade em pinturas e reformas de usina de cana de açúcar, em tom baixo falou o óbvio e que o professor Haddad será a salvação desse país. Fez um "Vote 13" encerrando com um "Lula livre, já", sem eco.

A turma do Bolsonaro em União dos Palmares copia o capitão: não botaram as caras na rua. Será que eles e organizam para tal?

Comentários 0

O comentário não representa a opinião do blog. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Poste o seu comentário