Professora do acidente de moto na Santa Fé é levada as pressas para o HGE sangrando pelos ouvidos


Neste registro fotográfico, é possível ver a moto da educadora caída na estrada de terra



A professora identificada como Ritinha, envolvida num acidente com um veiculo de passeio quando pilotava sua motocicleta indo para o trabalho na comunidaade de Santa Fé, teve uma recaída na sua saúde e foi levada as pressas para o HGE em Maceió.

Ritinha ensina na escola, jornalista Maria Mariá de Castro Sarmento, e se deslocava para aquela unidade de ensino, quando resolveu ultrapassar um caminhão que se deslocava para aquela região.

"Ela ficou incomodada pela poeira da estrada de terra, foi quando ela engatou uma marcha de força na moto e tentou fazer uma ulrapassagem. Acredito que ela estava sem visão de quem vinha de Santa Fé para União dos Palmares", disse um homem localizado pelo blog e que viu o acidente de perto.

A professora que é casada e trabalha na rede municipal de ensino estava usando capacete no momento do acidente, mas na queda de sua motocicleta o capacete se rompeu ao bater no solo e aparentemente ela não teve um trauma, mas que nãao foi detectado pelos médicos de União dos Palmares(HSVP) e do HGE que deu alta médica a ela.

Levada para o hospital São Vicente de Paulo no dia do acidente, ela foi diagnóstica pelo médico plantonista com a quebra do tornozelo e do antebraço, mas mesmo assim foi conduzida para Maceió.

Ontem por volta das 17h Ritinha voltou para ser atendida no HSVP na ambulância da Samu que a levou até aquele hospital, mas ela colocava sangue pelos ouvidos e sentia fortes dores na cabeça.

Ritinha foi levada imediatamene para o HGE. Um parente disse que a professora quando estava se recuperando em sua residência reagia aos gritos, pois sentia fortes dores na cabeça. "Para levá-la até o banheiro, tinha que ser nos braços", disse.

Comentários 1

O comentário não representa a opinião do blog. A responsabilidade é do autor da mensagem.
  1. palmarina escreveu em 13/09/2018 22:03:41:

    é bom verificar melhor as informaçoes.pois a professora é da escola Clarindo Paes no sitio Belo horizonte e não na Maria Mariá como diz a reportagem

Poste o seu comentário