Rede social para negros será lançada no QG de Zumbi dos Palmares, em Alagoas






Com o intuito de promover uma maior interação entre pessoas negras, o CEO da Favela Holding, Celso Athayde, vai lançar a rede social Black & Black, em versão beta, no próximo dia 15 de agosto, na histórica Serra da Barriga. O berço histórico da luta contra a escravidão fica em União dos Palmares (AL), que sediou o quartel general do Quilombo dos Palmares.

A Favela Holding explica a escolha do local como forma de unir a tradição e a modernidade, lançando a rede social indicada para o público negro, aonde os escravos fugitivos negros viveram em sociedade no século XVII. Sua meta é alcançar 30 milhões de usuários, até dezembro.

“Vamos lançar a Black & Black sob a proteção dos nossos ancestrais. A energia da Serra da Barriga é muito importante para a nossa causa, ela é a convergência de tudo que a Black & Black deseja representar. Vamos reunir em uma única plataforma todas as ações que os negros estão realizando, que não são poucas. O fato é que elas vão se diluindo nos veículos dos não negros”, disse o idealizador do projeto, Celso Athayde.

A plataforma em versão beta será lançada como a primeira do mundo a ter o objetivo de construir uma agenda integrada entre internautas negros, desenvolvida pela empresa Plah. E os primeiros usuários da rede serão os moradores de União dos Palmares. Para isso, já estão registrados 107 moradores na plataforma antecipadamente, representando o histórico local e protagonizando a conexão com essa nova história.

“A Black & Black, como toda grande família democrática, será aberta à liberdade de pensamento e aos debates e aos mais diversos estímulos culturais, políticos e sociais, sempre dentro do respeito. Queremos que todos se sintam em casa. A Black & Black será um grande encontro de família”, diz o material de divulgação da rede social.

No dia do lançamento, haverá coletiva de imprensa com os representantes da Black & Black: Nega Gizza, Anderson Quack e Preto Zezé.

Diário do Poder - reportagem de Davi Soares

Comentários 1

O comentário não representa a opinião do blog. A responsabilidade é do autor da mensagem.
  1. Palmarino escreveu em 10/08/2018 18:06:11:

    As pessoas deveriam se unir e não separar, criar rede social para negro, outra para branco, enfim. . . É um verdadeiro apartheide digital.

Poste o seu comentário