Combate ao trabalho infantil é tema de encontro em União dos Palmares


Prefeito de União e a secretária municipal de Assistência Social, Gabriela Yasmine: ações em defesa da criança



No dia em que o mundo discute o combate ao trabalho infantil, membros do grupo de Ações Estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – AEPETI, reuniu no começo da semana, especialistas no assunto para discutir e propor ações práticas para combater o trabalho infantil em União dos Palmares. O evento contou com a participação dos conselheiros tutelares dos direitos da Criança e Adolescente de União dos Palmares e da sociedade civil organizada. A  secretária municipal de assistência social, Gabriela Yasmine Lins e o prefeito Areski Freitas (Kil) pesidiram a solenidade.

“Esse é um assunto muito importante, o primeiro passo é reconhecer essa realidade que assombra e prejudica dezenas de crianças em nossas comunidades, fico feliz em ver que estamos trabalhando, discutindo, construindo soluções para este problema. Isso se deve  a prioridade do governo municipal” comentou o prefeito Areski Freitas.

“Esse programa tem um planejamento estratégico, precisamos colocar em prática, unindo os parceiros, a sociedade, unindo o governo com foco neste objetivo,  mque é o de erradicar o trabalho infantil.”, comentou Gabriela Yasmine Lins Freitas, Secretária de Assistência Social.

O trabalho infantil ainda é uma realidade para milhares de pequenos brasileiros que são impedidos de vivenciar plenamente sua infância e de desenvolver aptidões próprias a sua idade. Há alguns anos o Brasil vem desenvolvendo estratégias para a reversão deste triste quadro com resultados positivos, todavia ainda há muito o que se fazer até que essa violação dos direitos de crianças e adolescentes seja erradicada.

A reunião foi convocada pela coordenadora do AEPETI no município, a Assistente Social Sandra França, que pontuou os avanços no trabalho, na realização do planejamento e no engajamento dos setores. O professor Edvaldo Lima, apresentou uma palestra sobre o tema.  

Com informações da Secom

Comentários 0

O comentário não representa a opinião do blog. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Poste o seu comentário