Marinho e mais dois comparsas vão a júri popular em União dos Palmares


Crime do evangélico ocorreu nesta praça



O juiz de Direito, Anderson dos Passos Santos, presidirá nesta quarta-feira,6, a sessão de júri popular onde são acusados Amaro José da Conceição, o Marinho; Kléber Paulo e José Maelson, pelo assassinato do evangélico Maurício Félix da Silva, ocorrido há dois anos.

O que chama a atenção nesse julgamento é o horário em que ele vai ocorrer no auditório Tágore Carnaúba, no Fórum de União dos Palmares no bairro da Cohab Velha. De acordo com  informações da secretaria da 3ª Vara Criminal, o julgamento terá início às 13h, fato inusitado na história dos juris no município, pois habitualmente ele tem início pela manhã.

Marinho; Kléber e Maelson, são acusados no crime do evangélico Maurício Félix da Silva, que residia no entorno do bairro Alto do Cruzeiro, onde funciona uma boca de fumo. Recentemente o Cruzeiro de concreto foi alvo de discussão nas redes sociais, pelo fato dele ter sido removido pela prefeitura vai construir uma unidade de saúde no local.

Quanto ao crime, passava das 21h quando à vítima voltava para casa depois de ter participado de um culto na igreja Adventista do Sétimo Dia Central. Ao cruzar a praça, Maurício Félix da Silva foi abordada por José Maelson e executado com vários tiros de revólver calibre 38.

Nos autos, a vítima era acusada de prejudicar os negócios dos traficantes que atuavam no entorno da praça sob o comando de Marinho. Ele teria comentado numa audiência de instrução no Forum de União dos Palmares que naquele trecho funcionava uma boca de fumo e que a polícia deveria agir.

Na noite do crime, Maurício Félix da Silva voltava para casa quando foi abordado por homens ligados ao bando de Marinho que estavam numa motocicleta e executaram o evangélico a queima-roupa assim que viram ele.

A família espera que seja feita justiça e que o crime do evangélico não fique impune.

Comentários 0

O comentário não representa a opinião do blog. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Poste o seu comentário