Dirigente do São Vicente de Paulo manda avisar que na 2ª quinzena de março hospital só vai até às 19h e nem um minuto a mais


HSVP



Fac-símile da nova ordem para atendimento a população



A presidente do hospital beneficente de São Vicente de Paulo distribuiu um breve comunicado que ganhou força nas redes sociais, onde ela expressa nova ordem de atendimento à população de União dos Palmares quanto ao atendimento médico hospitalar no município.

As vezes é preciso intuir o que passa na cabeça dessa tropa de sexagenários de fora, que administram com unhas e dentes o mais antigo hospital da Zona da Mata alagoana. De acordo com o comunicado que o blog teve acesso, a partir do dia 15 de março, todo e qualquer tipo de atendimento médico-hospitalar na cidade terá horário de validade:19h.

No segundo parágrafo, os espertos da sociedade de São Vicente de Paulo dão uma colher de chá alegando que se alguma ajuda do governo municipal ou estadual vier, será de bom grado.

Esse desejo, despertou nas redes sociais um clima de revolta, insatisfação e indagações de populares com alegações do tipo "para onde eu vou agora com minha dor de dente ou minha pressão arterial nas alturas depois das 20h?".

A secretária municipal de saúde, Geane Vergeth nem o cinquentão do prefeito, Kil de Freitas  decidiram não dá um piu sobre o assunto. Aliás, essa é uma turma do tipo "Tô nem ai!", para uma situação que tende a se agravar caso se cumpra a voz da insensibilidade que subscreve esse documento endereçado ao Conselho Municipal de saúde.

Agora que todo mundo já sabe tudo sobre esse disco arranhado, resta esperar o 15 de março para ver cumprir a profecia do mal contra uma população inerte onde seus dirigentes até, apostam no apocalipse.

Comentários 3

O comentário não representa a opinião do blog. A responsabilidade é do autor da mensagem.
  1. Petrucio Soares escreveu em 11/03/2018 01:41:48:

    Amigo Ivan, é lamentável que os caçadores de votos da população de União dos Palmares, eleitos nas eleições passadas estão silenciosos, cadê o governador, os deputados federais, deputados estaduais, senadores, vereadores, estão cegos, surdos e mudos, em breve estarão pedindo ou comprando votos, através das falsas lideranças, que embolsam mais do que distribuem as migalhas entre os eleitores, Pelo que percebo existe uma omissão geral dos nossos gestores e representantes na assembléia legislativa, câmara federal, nossos senadores principalmente os lavajatáveis, incluo a câmara de vereados por ser o PODER LEGISLATIVO municipal, noto também, que a sociedade são vicente está passando por reflexos de administradores passados, o uso político eleitoral da instituição vem de muito antes da atual administração, nos idos anos noventa já existia o envolvimento sistemático da má política com a conivência da cúpula dos lideres vicentinos, empregava-se até em troca de votos para determinados candidatos a cargos políticos, o que estou afirmando é do conhecimento de toda população palmarina, agora fica um jogo de factóides, e o único prejudicado é cidadão que precisa de serviços médicos desta honrada instituição, meus respeitos aos médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, auxiliares de enfermagem e demais servidores e servidoras do São Vicente, que algumas vezes trabalham sem salários e em condições degradantes, enquanto as autoridades que sempre estão de algum lado partidário, fingem em buscar soluções, amigos analisem a atuação dos senhores que vocês deram o VOTO uma procuração com poderes gerais para representar o povo palmarino e alagoano, e façam um favor a você, seus familiares e ao povo bom da nossa cidade, NÃO VOTEM MAIS NESSES FARSANTES, A CULPA TAMBÉM É NOSSA EM ESCOLHER POR TROCA DE FAVORES, SERÁ QUEM NUNCA VAMOS APRENDER ?

  2. Petrucio Soares escreveu em 11/03/2018 01:10:07:

    ??????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

  3. Paulo César escreveu em 10/03/2018 04:38:44:

    No caso da ambulância, o hospital se negou a receber do governo estadual alegando que não tinha condições de manter, mas, é sabido que este mesmo hospital recebe uma verba significativa para esses fíns.
    E público é notório também que, os dirigentes do filantrópico não fazem prestações de contas de onde realmente é aplicado os repasses dos governos federal, estadual e municipal.
    É preciso ter publicidade com o horário público que é meu e seu, é fácil jogar matérias e fazer com que a opinião pública se rebele, porém, se faz necessário a realizaçãode audiências públicas urgentes para esse assunto seguido de apresentações de contas tanto do município como do filantrópico.

Poste o seu comentário