Programa Ronda no Bairro será lançado na orla marítima neste sábado (10)


Renan Filho



 

Texto de Severino Carvalho e Ana Daniella Leite

 

O Programa Ronda no Bairro Orla será lançado, oficialmente, neste sábado (10), a partir das 10h, na Praça Multieventos, na Pajuçara, em Maceió. O anúncio foi pelo governador Renan Filho na quinta-feira (8), durante a apresentação da nova estratégia de segurança pública aos moradores, lideranças comunitárias, empresários e trabalhadores do comércio e prédios residenciais da orla marítima.

 

Ele revelou que o Ronda no Bairro Orla vai atuar do Memorial à República, no Jaraguá, até Jacarecica, passando pelo Porto de Maceió, que também será protegido. São 22 patrulhas - 66 policiais por turno - distribuídas em perímetros delimitados, de acordo com o planejamento operacional definido para os 12 km de cobertura do programa, que já atua com ótimos resultados no bairro do Jacintinho, desde o dia 4 janeiro.

“Agora vamos ampliar o programa. Vamos levá-lo aos bairros da Pajuçara, Jaraguá, Ponta Verde, Jatiúca, Cruz das Almas e Jacarecica. Isso vai fortalecer a segurança nos estabelecimentos comerciais, nas faculdades, nas escolas públicas e privadas, enfim, levaremos segurança para quem mora nos bairros e para os turistas que nos visitam. Esse programa novo seguirá sendo ampliado: iremos para o Benedito Bentes e Tabuleiro do Martins”, garantiu Renan Filho.

O governador falou em ‘união de propósitos’ ao explicar que o Ronda no Bairro vai trabalhar em parceria com os condomínios residenciais. Presente ao evento, o empresário Ferreira Hora revelou que entre o Jacintinho – bairro emissor de mão de obra – e a orla marítima de Maceió, vivem e trabalham mais de 20 mil colaboradores. Eles atuam em condomínios e, segundo o empresário, se sentem mais seguros com a expansão da nova estratégica de segurança pública implantada pelo Governo do Estado.

 

Márcio Ferreira

“Ficamos felizes ao saber da ampliação do Ronda no Bairro para a orla marítima, porque trará mais segurança aos nossos colaboradores durante o turno, na ida ao trabalho e na volta para casa. Por isso, os donos de condomínios estão de portas escancaradas para recebe-lo”, afirmou Ferreira Hora.

“Nós temos, hoje, mais de 1.500 funcionários em nossa empresa,e boa parte mora na parte alta da cidade, inclusive no Jacintinho. Havia diversas ocorrências de funcionários que na ida e vinda ao trabalho eram assaltados. Isso trazia para a empresa um prejuízo financeiro e logístico. Financeiro, porque a gente tinha que arcar com a passagem daquele funcionário, e logístico, porque, muitas vezes, a gente tinha que se deslocar com o veículo da empresa para pegar esse funcionário ou deixá-lo em casa. Com o Ronda no Bairro, a situação é outra. Nossos trabalhadores estão se sentindo seguros para sair de casa para ganhar o pão de cada dia e retornar com segurança”, acrescentou o fiscal de condomínio Antônio Júnior.

Na orla, terão cobertura do Ronda no Bairro as áreas comerciais do Jaraguá, Pajuçara, Ponta Verde, Jatiúca, Cruz das Almas e Jacarecica. O Programa do Governo de Alagoas está sob a responsabilidade das Secretarias de Estado de Prevenção à Violência (Seprev), Segurança Pública (SSP), Assistência Social (Seades) e da Ressocialização e Inclusão Social (Seris).

"O Ronda é a segurança pública ainda mais perto do cidadão. Nosso foco é o vínculo com as pessoas e, evitar, principalmente, o roubo e o furto, além da atenção à população em situação de vulnerabilidade social. Hoje, apresentamos o programa aos trabalhadores e comerciantes da orla marítima de Maceió", afirmou o coordenador-geral do Ronda no Bairro, coronel RR Maxwell Santos.

 

Márcio Ferreira

Apresentação ao trade

 Nesta sexta-feira (9), a partir das 9h, no Lopana, o programa será apresentado ao trade turístico. O Ronda no Bairro é integralmente realizado com recursos próprios, resultado do ajuste fiscal realizado pelo Governo do Estado.

Além das abordagens de proximidade realizadas pelas patrulhas, o programa possui uma equipe de articulação e mobilização social composta por uma equipe multidisciplinar (psicólogas, assistentes sociais e cientista social), que é responsável pelo reconhecimento e encaminhamento de pessoas em situação de vulnerabilidade social aos órgãos estaduais e municipais competentes.

A equipe organiza intervenções culturais em espaços de convivência mútua e cria parcerias para proporcionar atividades de lazer para a juventude carente local e também atua na mediação de conflitos urbanos e no enfrentamento ao Crime Violento Contra o Patrimônio (CVP) – caracterizado pelo furto, roubo e depredação de prédios e espaços públicos.

 Márcio Ferreira

Essas ações são desenvolvidas em conjunto com o Centro Integrado Operacional de Segurança Pública (Ciosp), com o Videomonitoramento de Maceió, o Disque Denúncia (181) e o Serviço de Inteligência do Sistema de Segurança Pública.

 

Comentários 0

O comentário não representa a opinião do blog. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Poste o seu comentário