Oficial da PM denuncia suposto esquema de corrupção em abordagens a motos


Comando em União dos Palmares ainda não se pronunciou sobre acusações



Um policial militar lotado no 2º Batalhão, em União dos Palmares, denunciou, nesta quarta-feira (31), um suposto esquema de corrupção envolvendo oficiais da PM. Em um áudio endereçado à imprensa, o policial afirma que a tropa tem sido coagida pelos seus superiores a realizar blitze constantemente naquela cidade, a fim de apreender motocicletas que estejam em situação irregular e, com isso, favorecer o proprietário do guincho - que também é militar - utilizado na remoção dos veículos. 

Segundo ele, o guincho em questão pertence ao coronel Albuquerque, comandante de área que estaria lucrando com as blitze, já que cada condutor autuado precisa pagar uma taxa de R$ 100 para a remoção do veículo até o pátio da SMTT, onde, posteriormente, deve retirar a motocicleta. 

"Muitas pessoas estão se sentindo lesadas e nós estamos envergonhados com essa forma de atuação. Da forma como é feita, os coronéis montam as operações em União dos Palmares e a tropa escalada é obrigada a participar dessa nojeira toda. Vamos às ruas, somos obrigados a realizar operações e apreender as motocicletas. Isso é uma vergonha e humilhante para nós, policiais militares, que vivenciamos esta arbitrariedade", disse.

No áudio da denúncia, o policial ainda afirma que, ao conversar com colegas de farda, o mesmo guincho também já estaria sendo utilizado em Santana do Ipanema, município do Sertão alagoano. "Ele já respondeu à sindicância na PM por esta razão, tudo para ganhar dinheiro às custas dos militares. Enquanto isso, o tenente-coronel Pantaleão oprime a tropa e, com isso, deixamos de combater a criminalidade para apreender motos", desabafou.

E além do suposto esquema, o militar, ainda não identificado, denuncia também que as permutas foram canceladas pelo referido coronel. Segundo ele, isso tem prejudicado os policiais que moram fora do estado, contribuindo o surgimento de quadros depressivos ao elevar os custos para deslocamento do policial".

A assessoria de comunicação da PM, por sua vez, foi procurada para se pronunciar a respeito. Por telefone, a reportagem foi informada de que o Comando Geral já tomou ciência da situação. Contudo, disse que irá se pronunciar somente por meio de nota, com a qual também vai expor as providências as serem adotadas.

Reportagem de Alexandre Barbosa | Portal Gazetaweb.com 

Comentários 10

O comentário não representa a opinião do blog. A responsabilidade é do autor da mensagem.
  1. Biu 1 escreveu em 01/02/2018 20:12:36:

    É verdade mesmo !!!
    Esse ten. Cel. Maciel Pantaleão quer ver o satanás, mas não quer ver o vereador Silvano Barbosa do Benedito. Bentes.
    Briga da pexte os dois pegaram lá !

  2. povo de ibateguara escreveu em 01/02/2018 07:56:59:

    Pq esses policiais nao vai combater o crime organizados,de vez ta prendendo moto tanto bandido e criminoso solto por ai roubando e tirando vidas,mas sei q tb existe muitos bandido por tras de uma farda tb,entao aonde iremos parar se tb nao podemos confiar na policia,oficiais corram a traz de bandido ali na divisa em santa rita e tb na serra na br 416 entre ibateguara e colonia e combata mas o trafico de drogas e armas q existe,nao atras de moto ou carro pra q der renda pra seus parceiros de fardas,e lembrando todas blitiz q seja com a policia militar tem q ter um agente de trasito BPRV presente q se indentifique OU O DER isso na rodovias urbanas e na BR com a PRF presente.

  3. Gomes Silva escreveu em 01/02/2018 00:11:44:

    Tem que fiscalizar mesmo até para coibir assaltos mas dessa maneira é uma verdadeira vergonha, é um furto ao cidadão de bem que para manter um veículo em dia é caro e burocrático já vive pagando vários impostos é lamentável saber que pessoas vivem da exploração do suor das pessoas de bem que Deus tenha misericórdia de vocês pois vocês são miseráveis.

  4. Júnior escreveu em 31/01/2018 21:15:37:

    Rapaz isso é uma vergonha, cade as autoridades competentes cadê o promotor ou pra isso fecha os olhos também?

  5. Benedito Bentes escreveu em 31/01/2018 20:59:29:

    Mas esse tenente coronel Maciel Pantaleão já gosta de se envolver em perrengues né ??
    Ele quando comandava o batalhão do Benedito bentes em Maceió, foi expulso de lá do Biu pelo vereador Silvano Barbosa que pediu a cabeça dele ao comandante geral da PM na época.

  6. Benedito Bentes escreveu em 31/01/2018 20:58:50:

    Mas esse tenente coronel Maciel Pantaleão já gosta de se envolver em perrengues né ??
    Ele quando comandava o batalhão do Benedito bentes em Maceió, foi expulso de lá do Biu pelo vereador Silvano Barbosa que pediu a cabeça dele ao comandante geral da PM na época.

  7. Olivia escreveu em 31/01/2018 20:30:00:

    Agora está explicado por que o comandante acabou a festa do mastro cedo, cavalo não tem emplacamento Prá ele cobrar.. vergonhoso tudo isso, fora Pantaleão

  8. oque é isso! escreveu em 31/01/2018 19:59:16:

    que vergonha, ja sei que nesse país não há mais em quem confiar, uma instituição impotante como essa na vida da soçiedade passando por um constragimento desse por conta de um membro que visa benifiçios própio,

  9. Lesado escreveu em 31/01/2018 19:41:43:

    Isso é uma vergonha... Esses coronels daqui de União, Deixam de mandar os policiais fazerem operações nos bairros críticos da cidade, pra ficarem tomando as motos dos pais de família que por algum motivo deixou de emplacar a sua moto.

  10. Lesado escreveu em 31/01/2018 19:41:16:

    Isso é uma vergonha... Esses coronels daqui de União, Deixam de mandar os policiais fazerem operações nos bairros críticos da cidade, pra ficarem tomando as motos dos pais de família que por algum motivo deixou de emplacar a sua moto.

Poste o seu comentário